Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Erre Grande

Diário motivacional de quem sabe o que quer: viver, aprender e crescer profissional e pessoalmente.

Erre Grande

Diário motivacional de quem sabe o que quer: viver, aprender e crescer profissional e pessoalmente.

Sobre o concurso dos Blogs do Ano

Blog2.jpg

 

Já que isto é um blogue gostava de debater um bocado esta questão da blogesfera.

Foi lançado há um par de meses o Prémios Blogs do Ano, uma iniciativa da Media Capital para premiar os melhores blogues do ano. A competição está aberta a todo o Portugal apenas para blogues com mais de um ano de idade. Foi mesmo este último critério que fez com que o Erre Grande não ficasse inscrito. E sinceramente digo que a primeira impressão foi não considerar o evento "como algo sério", mas vistas bem as coisas, inscrevia-me à mesma, porque mal não haveria de fazer e poderia até ter alguma exposição.

 

Esta semana sairam os resultados dos finalistas que em diferentes categorias são agora postos a votos pelo público. Percebi que a ideia de exposição fica muito limitada e é aqui que fico de pé atrás e não sei bem o que pensar sobre estes concursos, a blogsfera, o blogging como profissão e outras questões que muitos que escrevem ou se consideram bloggers já devem ter pensado de certeza.

 

Quando olho para a lista de finalistas, percebo que todos os blogs nomeados são blogs muito conhecidos pelo público. São blogs com uma marca reconhecível, blogs com verdadeiras estruturas montadas e com uma base de fãs sólida que foi sendo construída ao longo do tempo - de facto, posso concluir com a excepção de alguns que são blogs ditos profissionais, em que os blogers trabalham naquilo a tempo inteiro como se fosse a sua profissão.

E é nestas coisas que começo a pensar: então faz-se uma competição só para nomear os blogs que já todos conhecemos? Não sei se se podem chamar blogs do ano, se já têm mostrado um trabalho sólido ano após ano. Contudo, também acho que deve ser premiado o profissionalismo, a dedicação, o investimento e a qualidade do seu conteúdo. E, claro, tudo aquilo que se faz bem em Portual deve ser reconhecido e os blogs finalistas são exemplo disso mesmo.

 

Mas depois há sempre o outro lado deste tipo de competições, porque não estamos já a destacar aqueles que já estão mais à frente na maratona? Claro que devem ser destacados mas não acaba por ser um pouco óbvio? É uma competição para se premiar o melhor que se faz a Portugal ou também dar a conhecer outras alternativas? Penso que é a primeira edição de alguma coisa feita nesta natureza e por isso, a primeira edição acaba sempre por valorizar os melhores dos melhores e os mais conhecidos. Será que nas próximas edições, haverá mais espaço para novas sugestões e outras publicações?

 

Quando penso neste prisma, vem-me à cabeça o separador do Destaques, no Sapo Blogs. Acho que faz muito mais sentido. Como acompanho a rubrica, percebo que são destacados posts de diferentes blogs todos os dias. Alguns blogs que já conhecemos e que sabemos que têm destaque no Sapo vão aparecendo semana sim semana não, o que mostra que há também aqui uma valorização de blogs que já levam mais anos e experiência disto. Mas mesmo assim, acho que prefiro este conceito, porque dá sempre para conhecer novos posts, novos blogues, novos temas e novas personalidades. Lembro-me bem do Erre Grande ter apenas alguns dias e ter um post destacado - assim, há oportunidade de um blogue recém criado ou um blogue já crescido ser destacado de igual forma, mesmo estando dependente de um critério de selecção de uma equipa que trabalha para o Sapo.

 

Mais do que criar uma "gala" de prémios para aquilo que se faz de melhor no bloging nacional, acho que se deve dar também voz a outras vozes, de pessoas que também levam muitos anos disto, que investem parte do seu tempo simplesmente porque gostam de escrever - mas aí fico outra vez à nora...porque os profissionais que também investem tempo e recursos e que levam disto vida também devem ser destacados, certo? Mas devem ser mais destacados do que outros que também dão todo o tempo que não têm para construir um espaço com conteúdo que deixa as pessoas entretidas ou divertidas? 

 

Acho que quando se trata de atribuição de prémios, tanto como nos Emmy que foram este fim-de-semana, há sempre esta espada de dois gumes: de um lado aqueles que fazem um bom trabalho e devem ser reconhecidos por o fazerem com qualidade e há vários anos; e do outro lado, aqueles que também são profissionais, e fazem-no de coração, ainda que o mercado não lhes reconheça em termos monetários a mesma importância.

 

Por isso pergunto à blogsesfera: que têm a dizer de vossa justiça?

4 comentários

Comentar post