Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Erre Grande

Diário motivacional de quem sabe o que quer: viver, aprender e crescer profissional e pessoalmente.

Erre Grande

Diário motivacional de quem sabe o que quer: viver, aprender e crescer profissional e pessoalmente.

E quando não sabes o que fazer?

Para quem escreve e tem um blogue chega sempre aquele dia. O dia em que o ritmo abranda, as ideias desaparecem, a energia está baixa e não sabemos o que escrever.

Tudo começa com grandes ideias, demasiadas ideias. No caso de um blogger, parece que a todo o minuto, todos os dias, temos algo para fazer, escrever, dizer, falar, comentar. No início, queremos dizer tudo a todo o mundo e temos de nos conter para criar algo com pés e cabeça.

E depois chega o dia de hoje, ou o dia de ontem, que também foi igual. Um dia em que apesar de termos lido muita coisa e de falarmos de muita coisa, não sabemos bem do que falar.

 

O mesmo se passa nos negócios, no trabalho e na vida. Começamos com algum projecto, uma nova ideia, um novo cliente, um novo trabalho, uma nova função, uma nova etapa de vida. No início, estamos entusiasmados ou assustados, porque não sabemos o que vai acontecer. Temos curiosidade sobre o assunto, temos interesse no assunto. Ainda estamos em fase de adaptação e, por isso, investimos no que estamos a começar a fazer.

Com o tempo, vamo-nos habituando e, talvez um pouco mais confortáveis, começamos a ter mais ideias, a investir algo de nós. No caso deste blog, se no início procuro contéudo, depois procuro consistência e qualidade nos conteúdos apresentados. Depois de já estar "habituada" à escrita e às ideias, vou à procura de mais e de melhor. Até que chega o dia de hoje, em que abro o backoffice, vejo que tenho três ou quatro ideias pendentes mas nenhuma me parece boa.

 

Abro uma folha em branco e pergunto-me: o que é que eu vou escrever?

Quando tens de fazer algo e não sabes o que fazer? Quando precisas de criar algo e até tens tempo e paciência para te dedicares a algo mas não fazes a mínima ideia do que fazer?

A resposta está na acção!

Começa a fazer e depois logo se vê!

 

Quanto nos sentimos parados, quando não temos ideias, quando não sabemos o que fazer, quando temos medo de arriscar algo, a melhor forma de ultrapassar esse impasse é agindo. É fazendo alguma coisa, é dar aquele primeiro passo que é o mais difícil. E exemplo disso é este post, que afinal tornou-se em alguma coisa. Porque como comecei a escrever, não sabendo ainda para onde iria, consegui chegar a um destino, a um propósito, a uma ideia, a um fim.

Se tem a grande qualidade que desejava? Talvez não. Se está minimamente bom para ser publicado? Penso que sim. Se no final das contas eu consegui aquilo que queria, que era ter um post escrito? Sim, consegui! Através da acção, combati a inacção e cheguei ao meu objectivo.

 

Por isso, aqui fica o rémedio para qualquer medo, incerteza ou preguiça - uma boa dose de acção!

 

 

20 comentários

Comentar post