Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Erre Grande

Diário motivacional de quem sabe o que quer: viver, aprender e crescer profissional e pessoalmente.

Erre Grande

Diário motivacional de quem sabe o que quer: viver, aprender e crescer profissional e pessoalmente.

Os criativos não têm férias

Este verão - que parece que ainda não passou, que ainda dá para ir á praia - eu não tive grandes férias. Aliás, não tive mesmo férias. Fui apenas aproveitando os feriados e os fins de semana aqui e ali e chamei isso de férias. Mas uma semaninha, sem fazer nada, a ir à praia, a acordar tarde, a organizar a casa, a arrumar coisas, a ter todo o tempo do mundo para mim, isso eu realmente não tive.

 

Não tive porque ainda não podia segundo leis contratuais mas podia negociar com as minhas chefias poder tirar uns dias ou uma semana. Quando fui a pensar que poderia tirar uma semana de férias em pleno setembro ou outubro, fiquei toda contente porque ia ter tempo de ir ao ginásio, fazer aquele curso online que tanto queria, atualizar o blogue, tirar fotografias, pensar em novas coisas aqui para o espaço...

 

E comecei a ver que eu não queria mesmo ter férias. Quer dizer, eu gostava de ter férias em que vou para uma praia qualquer no Algarve, agarro num livro e fico lá até ao pôr-do-sol a ganhar uma corzinha e a respirar aquele cheiro a mar saboroso. Mas para quem é criativo, para quem gosta de criar, para quem está a desenvolver um negócio, para quem não pára de ter ideias e mais ideias, é impossível ter umas férias completamente desligadas do mundo.

 

Se o meu trabalho é escrever, mesmo que leia um jornal, uma revista ou um livro de ficção, vai haver sempre alguma frase, alguma expressão ou algum detalhe que me vai despertar a atenção e eu então vou querer escrever logo um post aqui. Se for passear a algum sítio novo, vou querer tirar imensas fotos para o meu Instagram de fotografia. Se leio alguma revista feminina, ou de desporto ou de negócios, começo logo a ter novas ideias de conteúdos, de eventos ou cursos para fazer.

 

Não dá. A minha mente não consegue parar de ter ideias. A minha mente não consegue descansar de querer criar milhares de coisas diferentes. A minha mente não consegue desligar do mundo e não pensar em vídeos, imagens, textos, frases, inspirações, tudo. (neste momento, já me lembrei de mais dois posts para escrever, por isso já estão a ver como é que isto funciona...)

 

É um trabalho chato ser-se criativo, ainda por cima quando é para nós próprios, porque só dependemos das nossas ideias e porque acabamos por ser um pouco perfeccionistas porque queremos sempre ser melhor que os posts anteriores. Contudo, não consigo ser de outra maneira, nem conseguiria ser feliz sem criar, sem compor, sem escrever. 

Os criativos podem até ter férias mas não são férias de desligar o botão - são mais umas férias de standby para descansar o corpo e "descansar" a mente e prepará-la para os projectos futuros. Em férias a minha mente corre um bocadinho mais devagar, mas não deixa de correr, sempre atrás do mais, do maior, e do melhor, porque nunca se sabe quando uma boa ideia aparece.