Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Erre Grande

Diário motivacional de quem sabe o que quer: viver, aprender e crescer profissional e pessoalmente.

Erre Grande

Diário motivacional de quem sabe o que quer: viver, aprender e crescer profissional e pessoalmente.

2016: menos decisões mais acção

Cinco sapos estão num lago, em cima de um tronco. Quatro decidem saltar, quantos sapos ficam no tronco?

 

A viragem de um ano é sempre um momento importante na vida: é o momento de olharmos para trás e reflectirmos sobre o último ano que passou. E todos os anos fazemos sempre as mesmas perguntas:

 

O que correu bem? O que correu mal? O que poderia ter corrido melhor? Cheguei onde quis chegar? Fiz o suficiente? Dei o melhor de mim? Que mais poderia ter feito?

 

E todos os anos, damos a mesma resposta: "Correu bem, mas podia ter corrido melhor. Para o ano é que vai ser!".

 

Este é o momento mais importante, o momento em que tomamos a decisão de mudar. Vamos dizer aos amigos, vamos a primeira semana ao ginásio, vamos deixar de comprar tabaco, vamos marcar uma consulta no médico, etc. Damos o primeiro passo, sofremos os primeiros dias e conseguimos conquistar a etapa do primeiro mês...até chegarmos a Dezembro, olharmos para trás e apercebermo-nos de que nada foi feito e tudo continua por fazer.

 

Porque começamos o ano cheios de força e perdemos o norte dias depois?

 

Certo dia, contaram-me a história dos sapos e do tronco: cinco sapos estão num lago, em cima de um tronco. Quatro decidem saltar, quantos sapos ficam no tronco? Cinco, porque decidir é diferente de agir.

 

É aqui que todos nós falhamos nos nossos objectivos para o ano novo. Temos a determinação e vontade de chegar lá mas não fazemos o trabalho de casa. Decidimos e achamos que está feito. A decisão é apenas o primeiro passo de muitos que vão ser feitos ao longo do ano. Depois da decisão é que vem a verdadeira mudança: há que planear, experimentar, implementar, rever, planear de novo, concretizar de novo, rever de novo. Tomar uma decisão é importante mas agir é a única forma de mudarmos a nossa vida e termos o ano que desejamos ter.

 

Por isso, para 2016, procuro menos decisões e mais acção; menos planos e mais objectivos; menos conversa e mais acção.

 

Que 2016 seja o ano em que deixemos o tronco e passemos a ser o sapo que diz que vai saltar e salta - porque a vida não começa quando decidimos, mas sim quando fazemos.

4 comentários

Comentar post